Como ligar os tempos? O futuro é ancestral? Qual a importância de criar pontes entre o passado, o presente e o futuro na Cultura Infância e nas salas de aula?  Quem responde a essas reflexões são verdadeiras pontes na arte de ligar os tempos: Lucas e Lúcia dos prazeres e Silvério Pessoa.

 

Quem são?

Lucas dos Prazeres (PE) – Filho de Recife e Olinda, nascido no Morro de Nossa Senhora da Conceição, percussionista, bailarino, cantor, compositor e produtor, Lucas dos Prazeres é exemplo da versatilidade da cultura pernambucana na contemporaneidade. Ele iniciou sua carreira dançando e migrou para a percussão na criação e execução das trilhas sonoras dos espetáculos estreados pela ONG Centro Cultural Maria da Conceição, projeto social fundado pela sua família, que atendia crianças e jovens na zona norte do Recife. Toda sua pluralidade artística vem direto do bairro onde nasceu e cresceu. O artista já rodou o mundo e estabeleceu parcerias com importantes nomes da música brasileira como Alceu Valença, Naná Vasconcelos, Elba Ramalho, André Rio, SpokFrevo Orquestra, Antônio Carlos Nóbrega, entre outros.

 

 

 

 

 

 

 

Lúcia dos Prazeres (PE) – Pedagoga, pesquisadora, escritora e do Morro da Conceição, zona norte da capital do Recife. Doutora em Ciências da Religião, pela Universidade Católica de Pernambuco, Lúcia recebeu o título de Notório Saber em Cultura Popular da UPE. Seus campos de pesquisa são a educação das relações étnico-raciais, os estudos das africanidades brasileiras e o estudo da espiritualidade e do sagrado que embasam os toques, as músicas e as danças. Ela ainda é integrante do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígena (NEABIQUNIAP).

 

 

 

 

 

 

 

Silvério Pessoa (PE) – Cantor, compositor e docente. Com oito discos lançados, um DVD e dois livros, o artista, pesquisador e professor é um exemplo de uma arte que não tem fronteiras, ainda que calcada nos sons e nas identidades culturais de Pernambuco. Graduado em Pedagogia pela UFPE, pós-graduado em Psicopedagogia, pela Fafire; e em Moderna Educação: Metodologias, Tendências e Foco no Aluno, pela Escola de Humanidades da PUCRS. É mestre e doutor em Ciências da Religião da Unicap, onde atualmente é professor no curso de Pedagogia e na pós-graduação de Ciências da Religião. Silvério é pesquisador em Cultura Popular e Cotidiano Escolar, Religiosidade Popular e Música Religiosa, Diálogos entre Culturas, com atividades também na área de formação docente através de aulas-shows, cursos, palestras e conferências. Criou cursos de extensão na área de música e religiosidade.

Foi Secretário de Cultura de Pernambuco em 2023.